Entenda Como Funciona um Consórcio

23 de maio de 2022 / blog

Entenda Como Funciona um Consórcio

Os bens de consumo podem variar de preço, do menor para o maior, e para ajudar na obtenção de bens como um veículo ou um imóvel, é possível recorrer a meios lícitos e práticos, como é um consórcio oferecido por bancos e operadoras reguladas junto ao poder público.

 

Muita gente não sabe, mas os consórcios são uma invenção brasileira, que remonta à década de 1960 e depois foi disseminado para vários países. 

 

A ideia central é bem simples: reunir um grupo de pessoas que tenha o mesmo propósito de consumo, ou mesmo uma empresa de limpeza em Porto Alegre que quer aumentar o número de veículos para atender os clientes.

 

Assim, um consórcio nada mais é do que um grupo de pessoas, sejam físicas ou jurídicas, unidas pelo interesse comum em adquirir determinado bem durável, como:

  • Carros e motos, 

  • Casas e apartamentos

  • Maquinários agrícolas;

  • Serviços;

  • Vans e caminhões.

 

O perfil típico de um parceiro de consórcio é o de alguém interessado em determinado bem, mas sem a necessidade imediata de possuí-lo. 

 

Além disso, exige que o participante tenha algum dinheiro extra, para custos burocráticos além do consórcio, como documentos de imóveis ou veículos junto ao cartório e departamento de trânsito. 

 

Este grupo deverá ser administrado por uma empresa especializada, a qual será responsável por viabilizar toda a operação do consórcio. 

 

Para isso, esta empresa cobra uma taxa de administração de todos os participantes. 

 

 

Entidade responsável pelos consórcios

 

O Banco Central do Brasil é a autoridade competente que cuida de todos os assuntos relacionados ao Sistema de Consórcios no país, incluindo a fiscalização das empresas administradoras. 

 

Há uma série de requisitos que as empresas devem cumprir para operar no ramo de consórcios. Além disso, tudo que se refere a esse setor está previsto sob a Lei das Sociedades por Ações, sob o número 6.404/76.

 

Para verificar se determinada administradora conta com autorização do Banco Central para operar, o caminho adequado é entrar em contato com a ABAC (Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios) ou o próprio site do Banco Central. 

 

 

Como é um consórcio na prática?

 

A partir do momento que uma pessoa está determinada a adquirir um bem de consumo de grande valor, principalmente, ela deve procurar uma empresa que atenda a esse setor. 

 

A seguir, a empresa administradora divide o preço do bem em questão em um grande número de parcelas, que serão pagas mensalmente por todos os parceiros do consórcio. 

 

Esse dinheiro é acumulado como uma poupança comum. A administradora faz essa divisão de forma a possibilitar a compra de uma ou mais unidades do bem do consórcio por mês. 

 

O próximo passo, por parte do administrador, é contemplar um ou mais dos parceiros do consórcio, que podem ser escolhidos por meio de sorteio, com uma carta de crédito, que possibilita ao comprador adquirir o bem à vista.

 

Todo esse processo ocorre ao longo do tempo, evitando juros que estão presentes em um plano de financiamento comum, por exemplo. 

 

Além dos sorteios mensais, a maioria dos planos de consórcio permite que os participantes ofereçam lances para antecipar um determinado número de parcelas ou realizar a compra do bem.

 

Quem oferece o lance mais alto, leva a carta de crédito, além de debitar parte do valor devido ao grupo de consórcio. 

 

 

Participantes e consórcios oferecem garantias

 

Por parte das empresas administradoras, estas devem garantir aos participantes de um consórcio a entrega de uma carta de crédito, seja por meio de sorteio, lance ou finalização de pagamento de parcelas. 

 

Para quem participa de um consórcio, o bem que se compra é entregue mediante contrato, com uma cláusula chamada de “Alienação Fiduciária”, que é uma autorização preventiva que o contratante dá à empresa administradora para retirar o bem caso não seja pago. 

 

Seguindo a Lei das Sociedades de Ações, e ao contrário de hipotecas, que exigem execução judicial, a alienação fiduciária implica em uma transmissão condicional preventiva ou de propriedade.

 

Isso significa que, se a pessoa não honrar a parte do contrato, tudo que a organização gestora tem de fazer é apresentá-lo a um cartório. 

 

No caso de automóveis, como carros e motos, este é o departamento de registro de veículos, e transferir a propriedade do bem de volta para a empresa.

 

 

Custos de um consórcio valem a pena

 

Além de não ser baseado sobre taxas de juros, a aquisição de um mini robô aspirador de pó, mesmo que a longo prazo, como é um consórcio, vale a pena para muitas pessoas que não visam adquirir um imóvel ou um veículo de forma imediata. 

 

O que se paga é uma taxa de serviço pelos préstimos da organização do consórcio, não de juros. 

 

Assim, o participante está pagando à empresa pela conveniência de executar todos os trâmites burocráticos. 

 

Fora isso, a pessoa deve se preocupar apenas com a evolução dos preços, como ocasionado pela inflação. Cabe ressaltar, contudo, que neste modelo de aquisição, o poder de compra não é tão impactado, ou seja, não perde o valor. 

 

Toda vez que o preço do bem de referência for atualizado pelo fabricante ou construtor, as parcelas também serão atualizadas. 

 

A taxa de serviço depende do plano e da empresa que oferece o consórcio, mas geralmente gira em torno de 10% do valor de referência. 

 

É um custo baixo quando comparado com as taxas de juros executados por instituições financeiras. Além disso, um consórcio pode se estender por 60, 78 e até 100 parcelas. 

 

Outro ponto que vale destacar é que, normalmente, os bancos não permitem que um consumidor que está adquirindo um veículo, por exemplo, tenha parcelas no valor de mais de 33% do salário mensal. 

 

Em contrapartida, o consórcio pode ser feito por qualquer pessoa, mediante o pagamento das taxas iniciais e a continuidade ao longo do tempo. Chegando ao final, pode ter o bem almejado.

 

 

Formalização de consórcios com empresas e governos

 

Os consórcios não são aplicados apenas no modelo de negócios B2C (Business To Consumer), ou seja, de empresa para o consumidor final, a pessoa física como cada indivíduo se apresenta.

 

É possível encontrar modelos de consórcios B2B (Business To Business), ou seja, entre empresas que produzem kit churrasco com nome gravado, e até mesmo entre poderes públicos, como entre municípios em si, e com governos estaduais e federais. 

 

Nesses casos, um consórcio é formado quando diferentes organizações têm uma visão compartilhada para obter vantagem competitiva, a fim de proporcionar maior eficiência aos clientes, ou mesmo à população em geral. 

 

Assim, os consórcios podem ser compostos por empresas de diferentes portes, dentre os mais variados setores da indústria, comércio e construção civil, e até mesmo regiões e países distintos. 

 

Além disso, dependendo dos objetivos de cada um, o consórcio pode exigir uma parceria curta, para licitar um contrato público de kit livros infantil 3 anos, por exemplo, ou uma parceria de longo prazo, como entregar estruturas de serviços e outras finalidades que atendam a sociedade. 

 

 

Benefícios na formalização de consórcios

 

Tanto para as pessoas físicas quanto para as pessoas jurídicas, os consórcios apresentam diversas vantagens que, quando colocadas em paralelo, possibilitam que diferentes perfis consigam se beneficiar do consórcio.

 

  • Melhor serviço administrativo

 

Uma organização responsável por um consórcio pode fornecer os melhores serviços aos clientes, promovendo uma variedade e maior coleção de bens de consumo disponíveis, em comparação com um único fornecedor.

 

No meio de tudo isso, pode haver brindes para funcionários que atendem o maior número de clientes, ou finalizam uma cota de consórcio junto aos participantes. 

 

Além disso, se eles desenvolverem uma política que permita aos participantes tomar uma carta de crédito adiantada, seguindo todos os trâmites e burocracia que seguem a legislação vigente, isso dá uma vantagem adicional aos membros de um consórcio.

 

  • Aumento do poder de compra

 

Os bens de consumo com valor relativamente inacessíveis, conforme o cenário econômico e as possibilidades de pagamento de uma pessoa, se tornam acessíveis, mesmo que para isso seja preciso um prazo mais longo. 

 

Para indústrias que desejam melhorar os equipamentos de filtro abrandador de água dura, o consórcio pode ser uma saída de longo prazo, mas que se propõe a atender às perspectivas técnicas obrigatórias e a competitividade/atualização do negócio.

 

Além disso, os participantes podem receber um desconto do fornecedor dependendo do valor pago, ou mesmo receber um resquício ao final de todo o trâmite do consórcio.

 

  • Gestão centralizada

 

Nem todo mundo tem o discernimento de uma administração financeira por um longo período de tempo. 

 

Os consórcios se tornam uma conta mensal que, se não fizer a diferença ao longo dos meses em que as parcelas são pagas, ao final terá uma bonificação vantajosa.

 

Tem mais, pois com uma gestão centralizada é possível acompanhar as mudanças no cenário econômico, com os custos em relação à taxa de serviço sendo direcionados a profissionais que estão inseridos no mercado e seguem a legislação de forma segura.

 

No caso de empresas e governos, há a possibilidade de acesso a recursos financeiros que não seriam possíveis caso fosse determinado de forma individual, como uma construtora que precisa incluir corrimão de inox para escada interna em um projeto imobiliário.

 

As fontes de informação, a partir de um consórcio devidamente elaborado, auxiliam na melhora do acesso aos recursos com terceiros, proporcionando melhorias significativas em uma empresa, em um município, ou em uma região como um todo. 

 

 

Conclusão

 

Por fim, vale ressaltar que um plano de consórcio é melhor que um financiamento em relação às parcelas.

 

Com juros que tornam um empréstimo algo assustador para alguns, uma empresa que passa por uma consultoria iso 9001, o consórcio se mostra uma saída, mesmo que demore algum tempo, mas com a garantia de que o valor pago foi bem investido e com retorno garantido. 

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Mais Dicas Pra Você

Consórcio: como funciona?

Consórcio: como funciona?

Consórcios são uma das maneiras mais buscadas de conquistar bens e serviços. Casa própria, carro na garagem, viagem dos sonhos, esses são apenas alguns objetivos que levam pessoas a buscar por eles. Conheça o consórcio e saiba como ele pode te ajudar a adquirir bens e serviços de maneira simples e acessível.

Consórcios: como participar?

Consórcios: como participar?

Consórcios são, hoje, uma das principais formas de adquirir bens e serviços, ampliando patrimônios e realizando desejos com flexibilidade. Por meio de um grupo de consórcio, é possível parcelar integralmente um bem, servindo como uma poupança para compra. Descubra o que é necessário para fazer parte de um grupo de consórcio.

O que é a carta de crédito?

O que é a carta de crédito?

Consórcios funcionam com base em pagamentos de parcelas e são a maneira mais simples de adquirir bens e serviços atualmente. Com a contemplação, o consorciado passa a ter acesso à carta de crédito. Mas o que é ela, exatamente? Veja aqui tudo o que precisa saber.

Como o consórcio contemplado pode ser utilizado?

Como o consórcio contemplado pode ser utilizado?

Muitas pessoas não buscam por consórcio por não saberem, exatamente, que tipo de aquisições podem ser feitas com eles. Conheça os tipos de consórcio existente e saiba qual buscar para adquirir o que você deseja.

Consórcio contemplado: como comprar?

Consórcio contemplado: como comprar?

Se participar de um consórcio já é lucrativo para os consorciados, a compra de cotas já contempladas pode ser uma oportunidade única. A compra de cartas de crédito contempladas é uma opção ainda melhor. Oferece todos os benefícios de um consórcio, mas com o valor já disponível para uso.

Contemplado São Paulo © 2011 - 2022 | Marketing Digital por SunsetWeb

Fale com nosso atendimento

Clique para chamar no WhatsApp